Testei: Máscara de argila verde

Eu sempre tive a pele oleosa, com espinhas na adolescência e acne adulta depois dos vinte e poucos. E os cabelos não saíram mais sortudos: raízes oleosas e pontas secas. Esse é o tipo mais difícil de madeixas porque tem que cuidar da raiz com xampu para cabelo oleoso e ainda fazer hidratação nas pontas. Mas quem disse que ser mulher é fácil, né?

Enfim, já fazia um tempo que lia em tudo quanto é lugar sobre as maravilhas da argila para a pele e cabelos, sobretudo os oleosos, mas eu nunca tinha testado. Até que um dia, fazendo minhas compras de supermercado habituais, me deparei com a argila verde em promoção. Era um sinal! Comprei e fui toda feliz testá-la no primeiro dia mesmo. Confira agora o resultado!



Descrição do fabricante:

“Argila verde 99% de origem natural: para pele e cabelos com tendência oleosa. Reconhecida e recomendada por suas qualidades reequilibrantes e de limpeza.”

Li as orientações da embalagem e outras várias na internet. Também fiz muitos testes do tempo de ação e do modo de usar e cheguei à esses dois jeitos:

Modo de usar nos cabelos:
- Aplique a argila no couro cabeludo, espalhando com a ponta dos dedos ou com um pincel.Eu gosto de fazer essa máscara antes de lavar o cabelo, com eles ainda secos.
- Nada de miserê nas partes mais oleosas, hein?
- Deixe agir por cerca de 1h, para ter um resultado melhor (Eu testei com somente meia hora e não achei tão bacana).
- Retire o excesso da argila no chuveiro e lave seu cabelo normalmente.

Modo de usar no rosto:
- Lave o rosto para retirar o excesso de oleosidade.
- Aplique a argila por todo ou rosto (evitando o contorno dos olhos e boca) ou, se preferir, só na zona T. Utilize a ponta dos dedos ou um pincel para ajudar nesse processo.
- Aqui é importante não esquecer a argila no rosto ou ela pode ter um efeito mesmo contrário, irritando e dando coceira… O ideal é deixar agir até ela secar.
- Secou? Retire logo em seguida em água corrente.
- Depois da máscara, eu não aplico nenhum creme. Às vezes eu só alio a hidratação da água termal, que a Ju já comentou aqui. =)

Resultado:
Argila verde para cabelos oleosos é TUDO de bom e mais um pouco! Fora que a sensação geladinha na cabeça é muito gostosa. =D Você sente os resultados positivos desde a primeira vez. Na verdade, eu não vi nenhuma diferença de brilho ou maciez (como li na internet), mas sim no tempo que o meu cabelo continuou limpo até a próxima lavagem. É o fim dos cabelos com cara de sujos, girls!

Gosto dessa máscara porque ela é muito fácil de aplicar e eu aproveito para fazer as unhas enquanto ela age. #ficaadica

Dizem que o ideal é aplicar a máscara uma vez por semana, mas eu ando sem tempo e faço quando sinto que o cabelo está voltando a ficar oleoso facilmente.

Já para o rosto, não achei assim tão milagrosa. Na verdade, eu até parei de fazer por não ver resultado nenhum, mas a promessa era de fechar os poros e diminuir a oleosidade. =/

Outra faceta da argila verde é que ela também pode ser usada para acalmar queimaduras.

Julgamento final: Aprovadíssima, mas somente para os cabelos. Eles ficarão limpinhos e soltinhos até a próxima lavada.

Preço: aqui em Paris ela saiu por 4 euros. No Brasil, depende da marca, mas vi online nas Lojas Rede de Minas por R$ 27,90.

Ah, e ao contrário do que possa parecer, ela não faz muita sujeira! 😉

 

Um comentário em “Testei: Máscara de argila verde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *